Pote de Sonhos

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010


Dos meus problemas, dos meus medos, eu te asseguro não fará parte mais da tua estrada. Se queres segurança abra a porta que esta a tua frente e siga. Não me convém ama-lo pela metade. Se não apoia meus devaneios, não apoiares a tua permanência. Me deixe, como já fizeste tantas vezes.

Ananda R.

7 comentários:

  1. Bacana, bacana. Ouvi na semana passada uma canção que me lembra este trecho.
    Tenho uma amiga de boteco que discursa muito sobre a capacidade humana de ser metade. Mais que capacidade, mania. A metade não deve interessar, o ciclo não se finda e a plenitude jamais é alcançada. De fato, se não inteiro, jamais metade.
    Seguindo.
    http://sobreasvelhascoisas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Curtinho e interessante. Gostei de verdade

    ResponderExcluir
  3. bem deprê esse final, me deixe como já fizeste tantas vezes
    + muito legal
    bjinhus

    wonbug.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Você foi denunciado por calote na comunidade Central de Divulgação de Blogs por não comentar no blog de um usuário no jogo "Comente no blog acima".
    Peço que justifique o seu calote no tópico de denúncias de calotes. Enquanto isso não for feito você não poderá jogar.
    Se este recado for ignorado você será removido da comunidade.


    Retorne esse recado em até 2 dias!


    Atenciosamente,
    a moderação.

    =)

    ResponderExcluir
  5. Adorei!!
    Feito por vc?
    mt lindo...

    ResponderExcluir

 

Desenvolvido por Milla VieiraMovido por Blogger .blogspot.com

para Pote de Sonho ♥